Cartoon Series

Mulher Maravilha

As aventuras da Mulher Maravilha foi criada por um professor americano de psicologia, William Moulton Marston, amante dos quadrinhos e que sentia falta de um personagem feminino marcante no mundo da HQ. Foi ele quem levou a idéia ao editor Max Gaines, da DC Comics, de uma super-mulher que tinha no uniforme as cores da bandeira americana.

A escolha  da atriz para ser a Mulher Maravilha partiu de Douglas Cramer foi quem escolheu Linda Carter, uma jovem recém-eleita a representante americana no concurso Miss Mundo, dona de um corpo perfeito e com um par de olhos azuis capaz de causar inveja a qualquer um, para fazer o papel da Mulher Maravilha.

Marston era conhecedor profundo da cultura greco-romana e a usou como base para criar a heroína Diana, o nome da deusa caçadora. Ela vivia numa ilha habitada só por mulheres. A Ilha Paraíso, de localização secreta no mundo dos homens, era o lar das Amazonas, mulheres guerreiras e auto-suficientes, governadas pela Rainha Hipólita. Diana foi um "presente" dado pelos deuses à rainha, que não tinha filhos. Da deusa Afrodite, Diana herdou a beleza. De Mercúrio, a velocidade. De Atenas, a sabedoria e, por fim, a força de Hércules. Diana cresce então tendo a justiça e a irmandade como lema de vida.

Durante a guerra, um desastre aéreo leva o avião do piloto Steve Trevor a cair na ilha secreta das Amazonas. Diante da ameaça de ter a localização da ilha Paraíso descoberta pelos nazistas, Diana participa, ao lado de suas irmãs Amazonas, de um torneio - convocado por sua mãe - que decidirá qual delas irá à América para levar o major Trevor e ajudar a acabar com a Segunda Grande Guerra. A filha de Hipólita assume a identidade de Diana Prince, a fiel secretária de seu amado Steve Trevor, e para os humanos vira a destemida heroína Mulher Maravilha.
O primeiro episódio da Mulher Maravilha foi ao ar pela rede ABC em novembro de 1975. Diana participa da disputa entre as Amazonas que vai definir qual delas vai ser a Mulher Maravilha e deixar a Ilha Paraíso levando o major Steve Trevor (vivido por Lyle Waggoner) de volta à América. Ela participa da competição disfarçada com uma peruca loira, já que a Rainha Hipólita a havia proibido de competir, temendo pela sorte da filha. Ao vencer, ela se revela e, muito a contragosto da mãe, recebe o uniforme, o cinto dourado que manterá seus superpoderes fora da ilha, os braceletes feitos de metal indestrutível, que a protegerá das balas, o diadema e o laço mágico, que obriga qualquer um a dizer a verdade. Diana ganha também um avião invisível, um aparelho que é comandado pelo pensamento.

Ao chegar nos Estados Unidos, Diana circula pelas ruas espantada com o mundo "moderno" dos homens. Logo após deixar o major Trevor em um hospital, ela já entra em ação impedindo um assalto e usa seus braceletes para se proteger das armas dos assaltantes. Em meio ao espanto de todos que assistiram à cena, um homem a contrata para que se exiba num show de tiro ao alvo, em que o público deverá tentar acertá-la.. Diana aceita o convite para conseguir algum dinheiro e poder se manter na terra do tio Sam..

Ao reencontrar o major Trevor, na Força Aérea americana, Diana consegue um emprego como sua assistente. De alguma forma, ele sente afinidade por ela, lembrando que foi o primeiro rosto que viu depois do acidente. O romance entre os dois jamais chegou a rolar realmente, mesmo ao longo da série. Este filme-piloto teve duas horas de duração e foi exibido pela primeira vez, no Brasil, em fevereiro de 76, numa sessão que a TV Globo chamava de Sexta-Super e que vinha logo após a novela da oito. Depois, o seriado ganhou a Quarta Nobre na Globo, tambem o seriado da Mulher Maravilha foi exibido nos anos 80 pela TV Record.

As novas aventuras da Mulher Maravilha

O seriado da Mulher Maravilha continuo com as novas aventuras. Seriado novo, vida nova. A Diana da época atual trabalha para o serviço secreto americano sob as ordens de Steve Trevor (o Júnior) e utiliza um supercomputador falante de nome IRA para conseguir pistas de criminosos e inimigos do governo. A própria Mulher Maravilha ganha um novo uniforme, com mudanças sutis, porém que deram uma "atualizada" na roupa anterior. Linda Carter foi bem mais produzida para encarnar a personagem, com mudanças no cabelo e com um jeito mais amadurecido e condizente com a personagem.

As aventuras da Mulher Maravilha contou com participações especiais como da atriz Debra Winger ela foi a garota maravilha que foi enviada pela rainha Hipólita para ajudar a irmã na América. O último episódio de A Mulher Maravilha foi ao ar em setembro de 1979, nos Estados Unidos.

O fim do seriado não foi só um caso de audiência inconstante. A própria Linda Carter - como 10 entre 10 astros de seriados de tevê - preferiu alçar novos vôos, principalmente na carreira que gostaria mesmo de investir: a de cantora. Ela chegou a gravar alguns discos e também fez especiais musicais para a tevê. Pelo especial Linda Carter Celebration, exibido também pela Rede Globo na época, a atriz ganhou um prêmio Emmy. Ela fundou ainda a sua própria produtora de filmes para a televisão. No início dos anos 80, Linda separou-se do primeiro marido, o empresário Ron Samuels, acusando-o de tê-la roubado. Em 84, ela voltou a estrelar um seriado chamado Fifty/Fifth, que na Rede Globo ganhou o nome de Jogo de Damas, ao lado da atriz blond Loni Anderson.

No fim de 98, Linda Carter se internou por causa da dependência do álcool. A internação da atriz coincidiu com as notícias de que a Warner estava pensando em levar A Mulher Maravilha para o cinema. Como não poderia mais interpretar o papel, isso teria feito Linda entrar em depressão profunda. No ano passado, chegaram a fazer toda a pré-produção para um novo seriado da heroína Amazona para a televisão, mas, por incrível que pareça, nenhuma atriz se adequou ao papel, tal a força da marca deixada por Linda Carter. Hoje ela é casada com um advogado, Robert Altman, tem dois filhos, mora em Washington e ainda faz filmes para a tevê.

Por : Ubirajara Cairo

Ficha Técnica

Brasil : Mulher Maravilha

Inglês : Wonder Woman

Autor : Willian Moulton Marston

Ano : 1975

Link de pesquisa : http://www.seriesantigas.hpg.ig.com.br 

Cartoon Series


[ Home ] [ Links ] [ Contato ] [ Sobre Site ] [ Livro de Visitas ]